quinta-feira, 31 de maio de 2012

Começar DE-Novo

Nossa! Até tinha me esquecido desse formato dos posts.

No começo do ano passado eram assim, descrevia um pouco da minha rotina e em seguida apresentava o cardápio do dia, na verdade para que eu mesma não deixasse de me concentrar a todo o momento no que estava consumindo durante as refeições.

Café da manhã
½ pão francês com margarina – Pedia ter ficado sem, mas ainda não resisti
½ copo de leite com café e adoçante

Lanche da manhã
3 fatias de blanquet de peito de peru – estava morrendo de fome
1 café com adoçante – sou viciada em café

Almoço
Uma porção generosa de escarola com 2 fatias de queijo derretidas por cima – fica tão bom e eu adoooooro.

Lanche da tarde      
Uma fatia de queijo e 1 café com adoçante

Jantar
1 porção generosa de abobrinha refogada, 1 porção de carne moída, 1 colher sopa de linhaça

Ingestão de água do dia 1,5 litros pela manhã + 1,5 litros à tarde – Medindo com a garrafinha tipo squeeze.

Amanhã veremos o meu peso como ficou com essa mudança radical. Lembrando que eu só funciono na base de radicalizar, nunca consigo fazer mudanças muito lentas, é preciso um tratamento de choque inicial para depois entrar num ritmo mais equilibrado.

Mudanças

Hoje já está sendo TUDO MUITO MAIS CONTROLADO, no final do dia farei as ponderações, e assim estou mudando meu horário de postagens para o final do dia.


Também as abordagens, temáticas e formato das postagens vão retornar ao modelo que deu início ao blog.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Substituição X Redução

Eu nunca fui muito bem com dietas que são feitas à base de substituições, pois elas não funcionam comigo, eu acabo fazendo a INCLUSÃO do alimento.

Assim, sendo o que acaba acontecendo é que eu uso o alimento que substituiria outro como COMPLEMENTO, pois acabo consumindo também aquele que deveria ser deixado de lado.

Nesse quesito entra o shake, que por diversas vezes tentei utilizar, mas sempre acabava burlando a dieta e fazendo a refeição normalmente.

Destaco que meu sucesso no ano passado se baseou exclusivamente na REDUÇÃO drástica de alguns alimentos, justamente por não conseguir ficar sem alguns deles.

Acontece que agora isso não tem funcionado mais, pois já estava ingerindo uma quantidade bem reduzida de tudo e com a volta da compulsão tudo se complica ainda mais.

Hoje a alimentação foi tarja laranja, quase vermelha (Muitas vontades e poucos controles...)

Café da manhã
2 bisnaguinhas
½ copo de leite com café e adoçante

Lanche da manhã
Um exagero 3 bananas, estava morrendo de vontade comer aquelas bananas que por sinal eram as únicas na fruteira – Para que comer tanta banana de uma só vez?

Almoço
1 colher de servir de nhoc a bolonhesa pois era só o que eu tinha preparado, e há algum tempo já estava com vontade desse prato também

Lanche da tarde      
3 fatias de queijo minas – Também foi exagero, pois as fatias eram generosas

Jantar
1 porção de castanha de caju
1 cerveja pequena – acompanhando o marido, pra variar

Ingestão de água do dia não passou de 1 litro – Muito pouco para o meu padrão anterior.

Tá! Foi tudo errado, ou quase tudo, mas vamos tentar melhorar isso aos poucos, foi assim em Janeiro/2011, quando tudo começou, eu acabei conseguindo e não pretendo falhar dessa vez.

Sei que aos poucos vou sim voltar a controlar, pois vou ficar constrangida de contar para todos sobre as barbaridades dos abusos, e como nunca menti aqui no blog, não será dessa vez que mentirei, pois se fizer isso não estarei enganando os leitores, estarei tentando enganar a mim mesma.

Meninas! Me aguardem!

DE NOVO CHEGA!  MAS DE VERDADE CHEGA!!!! 

terça-feira, 29 de maio de 2012

Analisando Gráfico

Como boa economista que sou, resolvi analisar novamente meus resultados no formato de gráfico e tentando mais uma vez entender o que está ocorrendo, percebi que exatamente no mês que tentei praticar a atividade física, desta vez sem muita pretensão, pois o objetivo não era eliminar peso, mas melhorar o condicionamento físico, meu peso subiu.

Embora a tentativa de fazer ginástica tenha acontecido apenas entre os dias 9 e 25 de Abril, eu senti que fiquei mais compulsiva, e cheguei a mencionar isso aqui no blog, eu sentia muita necessidade de aumentar a ingestão de alimentos e claro acabei consumindo mais carboidratos, e imagino que isso tenha desencadeado um ciclo vicioso, pois quanto mais carboidrato nós consumimos, maior é a quantidade exigida pelo nosso organismo e principalmente por nosso cérebro.

Percebam o quanto é assustador o resultado dessa combinação que no meu caso é uma verdadeira bomba relógio, que se não monitorada devidamente pode me fazer perder tudo que consegui até aqui.

Além de ter me acomodado com o resultado, eu falhei feio no controle e na compulsão, me deixando dominar totalmente, e não está sendo nada fácil voltar ao controle novamente, pois todos os dias eu começo o dia jurando que não vou comer isso ou aquilo, e de repente já estou eu novamente comendo algo inadequado, essa experiência está sendo realmente assustadora, pois não estou me reconhecendo nas minhas atitudes, depois de tanto tempo tendo controle total das minhas vontades.

É o Malvado do carboidrato, eu já conhecia seus efeitos, já tinha conseguido provar para mim mesma o estrago que ele faz em qualquer dieta, mas acabei sendo traída inclusive pela atividade física, cujas ressalvas eu já havia destacado, pois percebi também que meu controle fica em grande risco quando estou praticando qualquer atividade física.

Agora vou precisar novamente radicalizar, e confesso que já tentei fazer a dieta de desintoxicação muitas vezes e não consigo chegar até a quinta feira.

Vou mais uma vez tentar fazer o que fiz no começo, anotar aqui tudo que como diariamente, e sei que vou receber novamente aquelas críticas terríveis que tive que enfrentar no começo, como as mencionadas no post “Críticas” de 28 de Setembro de 2011 (http://emagrecendo365dias.blogspot.com.br/2011/09/criticas.html), mas este será o preço que terei que pagar por ter me deixado cair em tentação com tanta intensidade.

Assim, volto ao meu ponto inicial, quando anotava tudo o que havia comido no dia, e a pesagem diária, para ver se consigo reverter esse jogo de “Gato e Rato” que estou enfrentando nos últimos meses.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Enxergar o Necessário

É isso que precisamos para seguir em frente e não se deixar intimidar, nem com a dificuldade nem com a falsa ideia de que já conseguimos o suficiente ou o possível, pois

“O impossível é quase sempre o que nunca se tentou...”

Querem um ótimo lugar para encontrar motivação?

Vão a algum parque no final de semana.

Eu estive nesse final de semana no Parque Villa Lobos em São Paulo. E gente! Percebi que ainda tenho muito para evoluir, e ainda não estou mesmo no meu melhor, e não me sinto tão à vontade com as roupas e acessórios como estava imaginando.

Vi tanta gente usando aquelas roupinhas de ginástica, de lycra, agarradinhas, e além das bermudas e calças usavam os top ou camisetas curtinhas e justinhas... Ah Não dá!

Eu ainda não tenho coragem de usar aqueles trajes, portanto tenho que voltar para minha meta, pois também tenho esse objetivo, talvez não use uma camiseta justa e curta porque não gosto, mas preciso usar essas roupas e me sentir confiante novamente.

Claro que não tenho a pretensão de virar uma “atração turística” num lugar desses, mas tenho que atingir um estágio que me permita utilizar esse tipo de roupa sem ficar constrangida com aqueles quilinhos sobrando nas laterais...

Voltei bem motivada para casa, pois vi o que precisava VER...

domingo, 27 de maio de 2012

Competição 250512

Atualizado em 27/05/2012 12:15 h
Atualizado em 28/05/2012 13:36 h
Atualizado em 29/05/2012 08:04 h
(Quem não consegue passar no final de semana, não se preocupem, basta deixar o resultado assim que conseguirem e eu faço a atualização).

Lembrando a todos os leitores que todos podem participar dessa nossa “brincadeira séria”, como definimos no início, basta acompanhar seu peso semanalmente e enviar o resultado até o sábado, para tabulação dos dados.

             Os Parabéns novamente são para você  Simone, precisamos nos concentrar nos seus exemplos. Coragem e Determinação definem muito bem suas conquistas. 

Nota:
As participantes que deixam de enviar seus resultados por muito tempo acabam sendo retiradas temporariamente da lista para não ficarmos com lacunas inteiras sem preenchimento, mas tão logo consigam se reorganizar e voltar a passar os dados, serão automaticamente incluídas.

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Ainda Correndo

Gente,

Estou mesmo sem tempo. Essa semana está fora do comum.

Se alguém tiver alguma ideia para nosso pensamento da semana, deixe aqui para não perdermos o costume, pois ontem nem para a pergunta da semana eu consegui parar e pensar.

Só posso dizer que tenho feito o jantar sempre após as 18 horas e isso é realmente fatal para qualquer dieta, mesmo que eu tente consumir apenas os itens menos calóricos, consigo no máximo manter o peso, mas eliminar que é bom: NADA...

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Correndo Contra o Relógio

Não sumi, não!


Tá faltando hora no relógio mesmo...


Estou tentando me reorganizar para sobrar mais tempo para as reflexões.


Nessa semana estou em concentração total para recuperar o controle e retornar ao meu ritmo, pois andei passando dos limites e fazendo bem as contas, recuperei um quilo que insiste em ficar, pois não estou mais no mais ou menos 1 semanal, um desses quilos permanece e agora é outro que está tentando se estabelecer.


Então essa semana está sendo de REVISÃO total e muita concentração.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Experiências Internacionais

Fiquei curiosa e gostaria de saber quem são os leitores que nos acompanham de vários outros países.

Recentemente consegui visualizar os países conforme a figura abaixo, mas sei que temos vários outros seguidores e leitores que acompanham fielmente o blog em diversos países, além desses relacionados, como Coréia, Japão, Canadá entre outros.


Se você é algum desses seguidores internacionais, conte-nos sua experiência com os alimentos aí, pois sabemos que em alguns lugares é bem difícil fazer dieta, além de muitas vezes não se encontrar nada similar aos hábitos alimentares do brasileiro.

Relatem suas experiências e se o blog tem contribuído com algo em especial.

Sabemos que MOTIVAÇÃO não falta aos nossos leitores mais assíduos, mas queremos compartilhar de experiencias diferentes também.

domingo, 20 de maio de 2012

Competição 180512

Atualizado em 20/05/2012 18:23 h

Atualizado em 22/05/2012 08:00 h

(Quem não consegue passar no final de semana, não se preocupem, basta deixar o resultado assim que conseguirem e eu faço a atualização).

Lembrando a todos os leitores que todos podem participar dessa nossa “brincadeira séria”, como definimos no início, basta acompanhar seu peso semanalmente e enviar o resultado até o sábado, para tabulação dos dados.

              Parabéns  Moh Bellutti , dois resultados excepcionais consecutivos, parece que vem com força total!

Nota:
As participantes que deixam de enviar seus resultados por muito tempo acabam sendo retiradas temporariamente da lista para não ficarmos com lacunas inteiras sem preenchimento, mas tão logo consigam se reorganizar e voltar a passar os dados, serão automaticamente incluídas.

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Pensamento da Semana

Esse é para mim...

Se estou aqui tenho um objetivo, não posso continuar nesse grupo se meu objetivo não for o mesmo de todos...

Tenho me desviado da trilha inúmeras vezes, sempre procurando justificar meus deslizes, mas o que importa na verdade é ESCOLHER continuar, mas também DECIDIR MUDAR, no meu caso NOVAMENTE, já que depois da minha conquista fiquei realmente muito mais volúvel e nada rigorosa, fazendo concessões e abrindo exceções o tempo todo.

Minha meta é sair da casa dos 70 esse mês, já que em meados do próximo saio novamente em férias e não terei nem como me pesar diariamente.

Vamos ver se voltando às pequenas metas eu RETOMO MINHA MOTIVAÇÃO.

Variando entre os 70 e 71 há meses, não dá mais, é muito pouco para travar tanto minha evolução, e sei que saindo da casa dos 70 estarei mais motivada, tenho certeza que o que está travando mesmo é não conseguir sair desse patamar.

“Bora”, buscar motivação mesmo que seja no fundo do poço!!!

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Pergunta da Semana

Onde será que eu errei?

Hoje quero compartilhar uma preocupação de mãe.

Já comentei aqui, que tenho um filho que não se alimenta muito bem, já tentei de tudo e mais um pouco e não consigo fazê-lo comer o que realmente precisa.

A alimentação dele é muito pobre em variedades e, portanto nem tem como medir quão limitado é o número de nutrientes.

Me sinto tão impotente e ao mesmo tempo tão incompetente por não conseguir fazê-lo comer de forma saudável.

Para fazê-lo comer feijão, por exemplo, eu praticamente tenho que fazer ameaças, e também não vejo isso como uma forma saudável de se alimentar, a repulsa que acaba sendo desenvolvida pode ficar com ele pelo resto da vida e eu não estarei sempre ao lado dele para ameaçá-lo para comer o feijão.

Verduras e legumes ele nem aceita olhar e as únicas frutas que ele come são banana, maçã e uva sem semente.

Come bife, picadinho ou carne moída sempre reclamando, aceita um pouco melhor se for churrasco, frango assado caso contrário só quer saber de nuggets, salsicha, hambúrguer e batata frita, sempre acompanhando arroz branco e só.

Tenho outra filha que come praticamente qualquer coisa que colocamos à mesa, ela sempre gostou de verduras, legumes e frutas, e, portanto não  se trata de uma questão de educação, já que os dois são submetidos aos mesmos tipos de alimentos a diferença é que uma aceita e o outro não.

Ultimamente ele vem sentindo muita fome está com onze anos de idade, e percebi que tem sentido mais fome, mas não aumenta a quantidade de alimento, mesmo o que ele come nas principais refeições é bem pouco, e nos lanches aproveita para “tirar a barriga da miséria”, atacando pães e bolos, e por isso, para essas ocasiões, procuro não ter à disposição muita guloseima como bolachas recheadas ou alimentos processados.

Que tortura! Tenho tanto medo que isso se reflita na saúde dele quando estiver adulto, mas não tem nenhuma forma de fazê-lo mudar.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Psicologia da Alimentação

Eu engordo porque sou estressado ou sou estressado porque sou gordo?

Perguntinha capciosa não é mesmo?

Às vezes ouvimos dizer que a pessoa quando fica triste ou deprimida perde o apetite, mas particularmente não conheço muita gente assim, na maioria das vezes o que se VÊ é o aumento da ingestão de alimentos e geralmente os piores possíveis.

Já o estressado diz que come de qualquer jeito, que não tem tempo para se alimentar direito e vive num ciclo vicioso ganhando os quilinhos a mais, e se “encostando” na desculpa do estresse.

Eu mesma passei um período bem difícil nos últimos 30 dias e o que percebi não foi falta de apetite, mas também não houve qualquer policiamento do que ingeria diariamente.

Mas como sempre tudo depende das reações de cada um frente aos obstáculos que a vida lhe impõe, alguns superam rapidamente, outros nem tanto.

Mas também nesses momentos temos que estar atentos para não permitir que um problema se transforme em muitos outros, já que o aumento exagerado no peso traz inúmeras outras dificuldades que só vão piorar nossa condição.

Tão logo seja possível é preciso restabelecer o equilíbrio.

Mais uma vez lembrando que uma vez que optamos por uma dieta, temos que ter consciência que não poderemos mais ceder aos apelos do organismo por exageros que foram os motivos de um dia termos atingido um peso que hoje estamos lutando para eliminar ou que já eliminamos e não queremos nunca mais recuperar.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Evolução 2a. Fase

Esse link Será o diário da Segunda Fase, que também surgiu da mesma forma que o início do blog, com uma decisão de BASTA, acabando com a situação de conforto que a acomodação me proporcionava até então.


Procuro me convencer que já consegui muito e agora busco realmente não voltar a engordar NUNCA MAIS. Eu tenho 1,72 de altura, cheguei a pesar 87 quilos, hoje estou com 70 - 71, mas meu peso ideal segundo os cálculos matemáticos seria 62, mas eu me contentaria com 65 quilos, e essa fase se constitui basicamente da busca por uma redução de aproximadamente mais 5 quilos.

20/Março/2012  - Nunca é Tarde Para Recomeçar

Só para avaliar a variação que temos diariamente, e também para medir os resultados do esforço concentrado, vou registrar aqui os resultados diários:

Muitas vezes nem conseguimos entender os motivos de os resultados serem tão crueis, mas as vezes eles são mesmo.

Muitas vezes nos privamos tanto e esperamos um resultado avassalador e no dia seguinte não é nada disso que verificamos, mas é preciso ter muita calma pois mesmo os resultados diários não sendo tão expressivos o que conta é no final de um grande período, no caso pelo menos um mês.

Entretanto para que o resultado se consolide em um mês, precisa ser monitorado num espaço menor, no mínimo semanal, para que possamos corrigir eventuais falhas e abusos.


Ponto de interrogação no peso, significa que estava fora e não consegui me pesar

***************************************************************************************************************
15 de Maio
Atividade Física, fiz por duas semanas e parei. - Sem "Comentárius"
Controle alimentar regular, passei um período conturbado nos últimos 20 dias e tomei muito analgésico, mas não acredito mesmo que analgésico engorde, foram os alimentos improvisados e sem nenhum tipo de seleção.
Tentando retomar a vida, a rotina e o controle da situação. Aos poucos.






02 de Maio
Andando para trás? É o que parece, embora eu consiga reverter rapidamente, mas meu limite está estacionado nos 70 quilos.
A semana que passou foi de dores de cabeça todo o período, final de semana regado à aniversário, comilanças, e para encerrar um feriadinho para quebrar a semana, e claro como não poderia deixar de ser um lanchinho famoso para fechar com chave de ouro o boicote à dieta.
Lembram que fiz uma sopa milagrosa? Pois é está congelada no freezer, esperando a vontade de comer que nunca vem...
Estou prestes a me render, pois realmente não sei mais o quanto estou disposta a sacrificar para atingir uma "perfeição", no meu conceito duvidoso...
Aquele QUERER que eu tanto enfatizo ser necessário parece estar se perdendo no meu cotidiano.
Atividade Física? Como na semana passada tive muita dor de cabeça, só fiz um diazinho e hoje ainda não tive coragem...
Talvez seja só uma fase ruim, então continuemos TENTANDO...




23 de Abril
Primeira Semana - Atividade Física 2 X semana
Segunda  Semana - Atividade Física 4 x semana
Continuo mais compulsiva que antes das atividades físicas, mas como meu peso manteve-se no mesmo nível, vou continuar insistindo, talvez seja uma readaptação do meu organismo, até porque o objetivo agora é saúde, não pretendo ganhar nada além de saúde com a Atividade Física. Sinto mais necessidade de comer do que vinha sentindo antes, mas o problema é que sempre busco o carboidrato, mesmo que tente "remediar" com algum alimento de baixa caloria, rapidamente me vejo procurando por outra compensação. Parece que nada é suficiente.




17 de Abril
Na semana passada, embora tenha feito atividade física somente dois dias, me senti muito ansiosa e compulsiva, fiquei com a impressão de que a atividade física me deixou mais propensa a buscar alimentos inadequados. Me alimentei de forma totalmente errada e sem controle algum, e senti muita necessidade de comer doces, pães e biscoitos.
Vou manter o mesmo esquema nessa semana pois mais uma vez pode ser meu cérebro tentando me sabotar como sempre.
Estou tentando implementar uma rotina leve de caminhada, já que não adianta tentar um ritmo muito acelerado pois eu acabo desistindo rapidamente, então optei por tentar estabelecer a rotina, sem me preocupar com intensidade ou tempo de duração, minha meta é fazer 5 vezes por semana, procurando manter o mínimo de 30 minutos, mesmo que rastejantes, pois o objetivo nesse momento é CRIAR A ROTINA e se adequar a ela.

13/Abril
Ontem tive um pequeno evento onde a comilança rolou solta, e, claro, abusei um pouquinho, pois saí de casa sem jantar, o resultado não poderia ser outro um aumento no peso da semana, embora seja um número distorcido, pois essa variação acaba oscilando muito em dois ou três dias, pois como sempre escrevo aqui, o aumento só pode ser considerado se persistir por pelo menos 15 dias ou aumentar ainda mais, nesse caso o que vem acontecendo é a "patinação", sem sair do lugar.
Já tentei justificar isso com os abusos eventuais, ou a acomodação, ou a falta de foco, ou com o "relaxamento" natural por ter conseguido me livrar dos 15 quilos, mas ainda não me convenci totalmente, pois meu organismo está mesmo me sabotando muito mais que antes, eu sinto muita fome, coisa que antes não tinha. Ao ler meus posts antigos vejo que minha fome era muito mais controlada do que é hoje, e quando faço qualquer atividade física isso aumenta ainda mais.
Então abusei sim, ontem, mas não me preocupo com esse resultado semanal, o que chama mesmo minha atenção é o resultado dos últimos meses, em que eu não voltei a engordar, mas também não eliminei mais nada.


10/Abril
Pouco para comentar, apenas um gosto amargo de frustração por não conseguir sair da estagnação. Como já reduzi tudo que tinha para reduzir na alimentação do dia a dia, não tenho mais forças suficientes para cortar ainda mais, e mesmo tendo me livrado de 15 quilos fico desanimada a cada vai e vem da balança.
Tem dias que penso em parar com a busca pela redução de mais 5 quilos, e me conformar com a atual situação, pois não estou assim tão acima como já estive antes, mas penso também que é exatamente esse pensamento que me conduz a acomodação atual. São seis meses estacionada no mesmo peso, e todo dia quero recomeçar, mas não tenho mais o pique que tinha antes.
Trabalhando esses pensamentos...

02/Abril
Notem que a patinação continua...
Mas afinal de contas quanto dessa dificuldade é minha responsabilidade?
Tudo. Na semana passada eu não passei sem antes me "acabar" num pacote de rosquinhas de coco, que eu simplesmente adoro consumir com leite gelado.
Eu não costumo comprar esse tipo de biscoito pois as crianças não gostam muito e o que acaba acontecendo? Eu vejo no armário, uma, duas, três vezes e a partir do momento que decido que vou comer, não consigo mais parar.
Somando a isso no final de semana na praia, não consegui me pesar e pra ajudar só um pouquinho mais foi tudo feito da forma mais expressa possível, já que não gosto de ficar na cozinha quando estou lá, então eu tinha lasanha que eu levei congelada e os lanches foram pizza, ontem à noite quando retornamos o que eu tinha para fazer era pãezinhos de queijo que eu poderia muito bem ter evitado, mas... "perdido por um, perdido por mil..."



29/Março
Muito pouco foi a variação no meu cardápio, e vejam a oscilação do peso.
Hoje, mais uma vez me irritei com os números da balança, e como "Desculpa de Aleijado é Muleta", comi pão e biscoitos recheados no café da manhã.
Eu já sinto uma dificuldade enorme em zerar o carboidrato, e o pouco que retiro não apresenta resultado, então acabo cedendo pois como já escrevi antes: "Junta a Fome com a Vontade de Comer..."

26/Março
Novamente na estaca zero, ainda estou no prejuízo, embora um pouco menor por geralmente começar a segunda feira com mais de dois quilos recuperados, e esta segunda está repetindo o resultado da segunda anterior com 1 quilo e duzentos, já que meu peso deveria ser 70,5.
Estou com dificuldades imensas de redução do carboidrato, pois tenho realmente me limitado ao mínimo, menos do que tenho ingerido seria mesmo ZERAR e realmente ficar sem sem nenhum carboidrato eu não tenho conseguido.
Temos uma seguidora que está seguindo a dieta que corta totalmente esse alimento, até pensei em seguir esta também, mas eu sempre acabo saindo da dieta pois realmente vou ficando muito enfraquecida e junta  a "Fome com a Vontade de Comer", se é que conseguem entender esse ditado popular.
Embora muito desanimada, vou mais uma vez insistir na minha forma de controle rigoroso, pois sei também que meu organismo está mesmo muito resistente à eliminação e terei que persistir muito até que ele realmente entenda que não estou numa emergência, e pode sim metabolizar os alimentos normalmente.
A maior dificuldade nessa situação é que desanimamos mesmo, pois os resultados não acontecem como gostaríamos que acontecessem, mas vou continuar no controle rigoroso, quem sabe apertando ainda mais para ter algum efeito acelerador que me anime um pouco mais.


23/Março
Ainda com pouca ingestão de água, e com um pequeno escorregão, pois não consegui resistir aos 5 biscoitos com leite gelado, que eu adoro,  é um alimento bem "bobo", mas tão gostoso... Em fim tinha os benditos biscoitos e casa, abri a geladeira tinha leite gelado... foi a minha recaída da semana, que até que não foi tão grave, geralmente na quinta eu já comi muito mais itens proibidos.
Uma pequena redução, mas que significou uma redução no peso semanal, já que minha base de acompanhamento é a sexta feira.
Partindo desse resultado eu apenas preciso me controlar muito no final de semana para garantir que inicio a próxima semana sem recuperações decorrentes do sábado e domingo.


22/Março 
Vejam a crueldade dos números.
Não eu não comi absolutamente nada diferente, mas é assim, o corpo tentando driblar a mente e vice e versa.
Nesse momento vem o pensamento: "Ah vou deixar para a semana que vem" "Na semana que vem pego firme e então vai ser diferente".
Não! É preciso fazer diferente agora, hoje, ainda nessa semana, para que na semana que vem não seja preciso recomeçar do Zero.


Hoje, 21/Março, já se inicia a fase do desânimo, afinal de contas praticamente "passei fome" ontem e vejam o resultado insignificante - Mas é aqui que preciso focar, eu não me canso de repetir para os leitores que qualquer redução, por mínima que seja é melhor do que a recuperação de peso, e eu mesma pareço não acreditar nisso depois que consegui eliminar os 15 quilos do ano passado.
O que ocorre então?
Acho que já tendo voltado aos 70,5 quilos, não vale a pena me privar de nada e começo a recuperação para chegar no Domingo com até 2 quilos a mais.
Agora, me policiando mais, e registrando aqui, sei que vai ser diferente.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Competição 110512

Atualizado em 14/05/2012 07:08 h

Atualizado em 14/05/2012 10:46 h

Atualizado em 15/05/2012 08:12 h

(Quem não consegue passar no final de semana, não se preocupem, basta deixar o resultado assim que conseguirem e eu faço a atualização).

Lembrando a todos os leitores que todos podem participar dessa nossa “brincadeira séria”, como definimos no início, basta acompanhar seu peso semanalmente e enviar o resultado até o sábado, para tabulação dos dados.

              Parabéns  Simone , MENOS seis quilos e setecentos gramas em seis semanas! Você com certeza já é a maior inspiração para todos que estão aqui.

Nota:
As participantes que deixam de enviar seus resultados por muito tempo acabam sendo retiradas temporariamente da lista para não ficarmos com lacunas inteiras sem preenchimento, mas tão logo consigam se reorganizar e voltar a passar os dados, serão automaticamente incluídas.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Pensamento da Semana

Sete dias após uma grande perda, agora me refiro a perda emocional, que ainda DÓI MUITO.


Seguir em frente...


Recebi uma mensagem muito bonita sobre esses momentos tão difíceis:



Imagine que você está a beira mar e vê um navio partindo. Você está olhando, enquanto ele vai se afastando e se afastando, cada vez mais longe, até que finalmente parece um ponto no horizonte, lá onde o céu e o mar se encontram.
E você diz: "Pronto, ele se foi".
Foi onde? Foi a um lugar que sua vista não alcança. Ele continua tão grande e tão imponente como enquanto estava perto de você.
A dimensão diminuída está em você, não nele. E naquele exato momento em que você está dizendo "ele se foi", há outros vendo-o aproximar-se e outras vozes exclamando com alegria: "Ele está chegando".

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Competição 040512

Atualizado em 09/05/2012 07:27 h

Atualizado em 09/05/2012 11:15 h


(Quem não consegue passar no final de semana, não se preocupem, basta deixar o resultado assim que conseguirem e eu faço a atualização).

Lembrando a todos os leitores que todos podem participar dessa nossa “brincadeira séria”, como definimos no início, basta acompanhar seu peso semanalmente e enviar o resultado até o sábado, para tabulação dos dados.

              Parabéns  Simone , você está se tornando invencível. A Iris bem que tentou, quase conseguiu alcançar o seu resultado, mas considerando o contexto individual ela também superou a si mesma.

Parabéns às duas que venceram os próprios limites essa semana.

Nota:
As participantes que deixam de enviar seus resultados por muito tempo acabam sendo retiradas temporariamente da lista para não ficarmos com lacunas inteiras sem preenchimento, mas tão logo consigam se reorganizar e voltar a passar os dados, serão automaticamente incluídas.

sábado, 5 de maio de 2012

LUTO

Desculpem pessoal.


Estarei um pouco ausente, espero conseguir me recompor logo, mas


Acabo de perder minha querida mãe, e numa semana que justamente antecede o Dia das Mães, que na verdade é todo dia, mas...


Só para ninguém ficar morrendo de curiosidade, porque eu sei que acabamos ficando. 


Ela já vinha meio doentinha, há alguns anos, e hoje sofreu uma parada respiratória e não resistiu.


O mais triste é que ela era muito nova, apenas 61 anos. Mas DEUS sabe o que nos reserva.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Pensamento da Semana

Coragem! Com esse friozinho que estamos enfrentando e que promete ser somente uma amostra do que teremos no inverno, temos que ter muita perseverança para não ceder às delícias da gastronomia de inverno.

Por isso, nada de sopinha calórica, fundue de queijo e de chocolate, nem café colonial nessa temporada, pois o saldo pode se tornar insustentável...

Brincadeiras à parte, nós estamos passando por uns dias realmente horrorosos para quem não gosta de frio, assim como eu.

Fico impressionada como as pessoas acham “chique” ir passar frio nas cidades serranas, Campos do Jordão, ou Serras Gaúchas, que são lugares lindos por sinal, mas prefiro visitá-los no verão, pois pagar para passar frio não é mesmo minha praia, sem contar que ficamos com mais fome e nesses locais somos submetidos a verdadeiras heresias gastronômicas.

Sabem por que temos mais fome? Para que o organismo produza mais calor ele precisa de cada vez mais energia e isso gera aquela sensação de fome que realmente incomoda.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Pergunta da Semana

A pergunta da semana vem novamente de uma questão colocada pela Jô, nossa seguidora e grande colaboradora que embora tenha seu próprio blog (http://emagrecendocomadietadaproteina.blogspot.com.br/), está sempre aqui para incentivar e motivar a todos.

Ela me fez essa pergunta essa semana, me questionando sobre prioridades:

Por que Continuar? Por que não, só manter o peso eliminado até agora?

Minha resposta é:

Porque ainda não atingi o peso que realmente quero.

Mesmo faltando pouco, eu quero de verdade reduzir um pouco mais, até para ter uma margem maior para as oscilações naturais.

E você já atingiu o que realmente PRETENDE?

Só continue se realmente ESCOLHER que realmente QUER.

E lembre-se que se VOCÊ QUER, VOCÊ PODE.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Desaprendi?


Hoje acordei com um pensamento forte de que desaprendi o que preciso fazer para eliminar os ridículos cinco quilos que ainda me incomodam tanto.

Será que me contagiei com as dificuldades dos leitores? Afinal de contas eu fiz tudo tão certinho no ano passado, consegui me livrar dos 15 quilos propostos bem antes do tempo inicialmente previsto.

Agora qualquer coisa é motivo para não seguir a dieta, fiz minha sopa e não tenho mais vontade de consumir, está congelada e nunca me disponho a descongelar, venho atacando os pães e bolos sem a menor cerimônia, e quando vejo os números da balança “contra mim”, é um motivo a mais para não perseverar.

O que deve ter acontecido comigo? Eu permaneci tão regrada, tão exigente comigo mesma no ano de 2011 e agora tenho sido tão displicente.

Sei que a acomodação se instalou, mas qual deve ser o novo choque que eu preciso ter para voltar a ter a mesma firmeza que mantive durante todo o ano passado?

Também tem a questão de faltar muito pouco, o que torna o corpo muito mais resistente, criando verdadeiras armadilhas para que agente desista, mas realmente não consigo entender porque fiquei tão vulnerável aos alimentos.

Ainda não estou computando recuperação de peso, mas somente porque encaro a balança diariamente, pois sinto que se não ficasse muito atenta, já teria recuperado boa parte do peso eliminado.

Esse vai e vem não é nada confortável, embora seja essa a sensação que o próprio organismo emite, pois às vezes me pego pensando que desse jeito já está bom.

Também não quero me torturar por um objetivo puramente estético, ou por uma vaidade excessiva e desnecessária.

Por isso muita atenção aos seus objetivos, não os perca de vista, e invista constantemente em atingi-los gradativamente, pois foi isso que fiz no ano passado e consegui despachar mais de 17% do meu peso inicial.

Sei que até a minha estagnação pode interferir nos seus resultados, e preciso chamar a atenção de que é importante se concentrar nos seus esforços e não nas minhas falhas ou de qualquer outro seguidor aqui do blog, afinal o que buscamos aqui é motivação e meu exemplo e situação, não têm sido nada motivadores para o leitor.