segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Foco

Hoje, não gostei nada do que vi na balança.  

Amanhã, um pouco mais desintoxicada do final de semana, vou confirmar, mas parece que além de não ter perdido nada, eu recuperei alguma coisa. Socoooorrooooo!!! 

Tem nada não! Agente se recompõe, mas é um bom momento para refletir: Realmente não se pode relaxar, e não é o sinônimo de descuidar, na verdade seria o desencanar um pouco. Podemos colocar tudo a perder ao ceder só um pouquinho. 

FOCO, sempre na frente de qualquer outro pensamento. Retroceder jamais!!!! 

Não podemos nos dar ao luxo de aceitar um momento de fraqueza justificado por uma situação de festejo, nem mesmo o calor absurdo que estava na praia no final de semana poderia ter me convencido a tomar um picolé de milho verde. E o pior é que tentei comprar uma água de coco antes, e não consegui, nenhuma barraca tinha. Mas esse foi só o começo do meu pecado...

Aliás, comentando com as pessoas que me faziam companhia, eu disse que muitas vezes fica até difícil entender, porque gostamos tanto de coisas que além de não fazer bem, acabam fazendo muito mal ao nosso organismo. 

O sorvete, por exemplo, aquele de pote, que adoramos, é altamente calórico, gorduroso e doce, só serve para nos engordar, pois nem matar a sede consegue. 

Não é à toa que, muitas vezes em filmes ilustram aquelas mulheres problemáticas sentadas à frente da TV, se deliciando com um pote enorme de sorvete. 

Se pararmos para pensar é um sabor feito somente para nos satisfazer momentaneamente e em seguida nos trazer aquele gosto amargo que sentiremos por muito tempo ao ver nosso jeans no armário, mofando... 

Quando formos comer alguma coisa, precisamos ser mais seletivos, perguntar por que precisamos daquilo, e se realmente for muito compensador, ai sim, comemos, mas se concluirmos que o prejuízo será muito maior que o benefício recebido, é melhor não comer. 

Não podemos ter vontade de comer algo que não serve para nada, por isso, precisamos manter produtos tentadores bem longe de nossa visão, mesmo que outras pessoas de sua família estejam degustando o produto, tente sair de perto, e concentre-se no grande mal que aquele alimento fará para sua dieta. Pense: NÃO VALE A PENA.

Café da manhã: Café com adoçante
Intervalo da manhã:  1 biscoito água e sal e um cafezinho

Almoço: ½ filé de frango de frango grelhado e 1 colher de sopa de arroz
Intervalo da Tarde: ½ pãozinho torrado e um cafezinho

Jantar: ½ coxa de frango
Ceia:  5 ameixas secas

Nos intervalos bebi bastante água.

9 comentários:

  1. Na verdade o bom é que vc vai acabar ajudando os outros da família a também não comer o que não precisa. Água , "eita" negocinho que eu não tomo...falta de hábito. E é o que eu sempre digo para os meus pacientes, hábitos ruins são difíceis de largar, e os bons são difíceis de adquirir, principalmente depois de adultos, mas se é para o bem de todos , vamos a luta....

    ResponderExcluir
  2. É Márcia, a água é um ítem bem difícil, às vezes acabo esquecendo também, até pelo desconforto que é, toda hora precisar eliminá-la, mas estou me policiando para manter uma boa ingestão de água.
    Sensacional sua colocação sobre os bons e maus hábitos. Se me permitir vou utilizar num post futuro,claro, creditando a você a colocação.

    ResponderExcluir
  3. Eu experimentei um regime que a nutricionista me indicou em dividir as poções e comer de três em três horas, mas antes sempre 01 xícara de chá verde (por minha conta), e fazia caminhadas diariamente - perdi 5 quilos em duas semanas sem a sensação de fome. Estou retornando a minha meta, pois no final do ano abusei dos alimentos caloricos. Boa sorte na sua caminhada. Cláudia

    ResponderExcluir
  4. Olá Claudia,
    eu também tenho tentado facionar as refeições e comer a cada 3 horas, mas muitas vezes nem sinto fome, e acabo atrasando um pouco, principalmente o lanche.
    Já o chá, eu tentei tomar, em outras tentativas, mas me deu muita azia, então desisti.
    E a caminhada/atividade física estão na minha lista, mas como eu disse em algum dos post´s preciso perder peso para as roupas de ginástica me servirem novamente, estou próxima...
    Obrigada pela participação

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o blog.

    Adorei..

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda não vi tudo o blog mas é muito bom

    ResponderExcluir
  7. Olá Anônimos (as) acima!

    Não sei são pessoas distintas ou a mesma pessoa, mas obrigada.

    Sejam bem vindos (as)!

    Este espaço busca compartilhar experiências e discutir situações cotidianas com bom humor.

    Juntos, todos podemos a cada dia enriquecer, mais nossas possibilidades para encarar a maratona da dieta, nos fortalecendo com as inspirações relatadas por todos os participantes.

    ResponderExcluir
  8. OLÁ, SOUBE DO SEU BLOG HOJE POR UMA PESSOA QUE ESCREVEU UM COMENTÁRIO NO SITE DO TERRA, COMECEI A LER SEUS POSTS E ESTOU ADORANDO.... EU SEMPRE FUI GORDINHA, DESDE QUE ME CONHEÇO POR GENTE. ME CASEI HÁ UM ANO E MEIO COM 30 ANOS. ESTOU COM 32. ATÉ AGOSTO DE 2010 EU PESAVA 77KG, TENHO 1,55 E ALTURA.... TOMEI UMA DECISÃO, PROCUREI UMA NUTRICIONISTA... E COMECEI FAZER UM ACOMPANHAMENTO, UMA DIETA DE 1500 CALORIAS. HOJE, 8 MESES DEPOIS, ADIVINHA, MENOS 12KG, ESTOU AGORA COM 64 E MUUUITO FELIZ.. CLARO.. AINDA PRECISO EMAGRECER.. MAS SEI QUE FOI UM GRANDE PASSO.....
    SÓ TENHO A DIZER QUE, É POSSIVEL!
    JOSIANE DE CURITIBA

    ResponderExcluir
  9. Nossa! Que Legal Josiane!

    PARABÉNS!!!!

    É, eu também descobri que é sim possível, mas sofri muito antes.

    Agora estou com 10 quilos a menos que estava em Janeiro e muitas vezes quase não acredito.

    Seja muito bem vinda, e tenha certeza que sua experiência e seu relato é muito importante para todos os leitores, pois na verdade todos aqui buscam apoio para PRESSEGUIR EM FRENTE SEMPRE, e esse seu depoimento é extremamente inspirador.

    Obrigada e aguardamos sua visita mais vezes com certeza.

    ResponderExcluir

Obrigada por sua contribuição.
Minha resposta para seu comentário estará disponível juntamente com ele, o mais rápido que eu puder.